Inauguração da loja SRD – Sem Raça Definida

Inauguração da loja SRD – Sem Raça Definida

A SRD – Sem Raça Definida é uma marca relativamente nova, criada em 2013 por Zé Mário, produzindo peças totalmente artesanais, de modelos e produção exclusiva. São selins, fitas de guidão, tiras de firma pé, carteiras, cintos entre outros acessórios. Tudo elaborado, projetado e fabricado artesanalmente, com os melhores materiais e processos, couros naturais, com uma pegada vintage e casual.

Além de divulgar a marca e seus produtos na internet e em feiras e eventos, agora a SRD entra em uma nova fase, com novas linhas de produtos, e uma grande novidade: a inauguração de uma loja própria. Todos estão convidados a conhecer a loja física SRD que vai abrir amanhã, 3 de novembro, em São Paulo. O endereço é Rua Santa Justina, 562, Itaim Bibi, São Paulo, CEP 04545-042. Todos estão convidados para a inauguração e conhecer a loja, entre 11h e 19h.

Conheci o Zé Mário há alguns anos, vendo seus produtos pela internet e trocando mensagens. Desde então sempre tive vontade de equipar minha clássica Caloi Eddy Merckx com selim e fita vintage. Algum tempo se passou e nos encontramos pessoalmente no Rio de Janeiro, em uma prova de critério fixed no Maracanã, quando ele veio divulgar os produtos e participar do evento. Ao longo do tempo o Zé Mário sempre veio surpreendendo e trazendo novas experiências, projetos, desenvolvendo produtos para uso próprio e aplicando isso em linhas de produtos para o público. Site e loja no ar, e só crescendo, tanto a procura quanto as responsabilidades. Nos encontramos novamente em São Paulo ano passado quando finalmente comprei o selim e a fita que tento queria, e o melhor, diretamente com esse grande cara. Tive a oportunidade de conhecer seu pai que também ajuda na produção de algumas peças. Não preciso nem dizer que a minha bike ficou linda com os acessórios. E nem preciso dizer que sou fá desse grande artista, artesão, empresário, ciclista, pai e amigo.

Com certeza essa nova fase vai render mais ideias, produtos, parcerias e mais gente poderá conhecer a marca ter mais acesso para comprar os produtos.

Conversamos com Zé Mário em uma entrevista super legal, falando sobre a sua história, trabalho e desenvolvimento da marca e produtos SRD.

Conte um pouco sobre a sua história, quando começou e o que o motivou a desenvolver a marca e produtos SRD?
Comecei a marca ao acaso, quando estava reformando uma Caloi 10 76 para mim. Chegou na parte do selim/fitas e fiquei me perguntando o que colocar, pois as opções que achei no mercado eram muito caras. Foi então que decidi tentar fazer um teste de forrar um selim com um retalho de couro que comprei. Ficou horrível, claro. Mas foi um pontapé inicial.

Antes de desenvolver a SRD qual era o seu envolvimento com a bike?
Sempre gostei de bicicletas, desde moleque. Mas na adolescência chegou a fase do combo trabalho + estudos (inclusive em outra cidade), daí então me afastei. Porém, em 2012 vim morar em SP e foi quando comprei uma bicicleta para me deslocar e em seguida, ganhei a C10 que foi o pontapé inicial. Agora, respondendo à pergunta, as duas coisas aconteceram quase que simultaneamente. Voltar a pedalar e “criar” a SRD.

Você já participou de alguns desafios como Audax. Como foram essas experiências e qual a foi maior distância que percorreu? E quais foram as maiores dificuldades?
Participei sim. Tive uns três, quatro anos nos quais pedalei muito longa distância e também fiz alguns por conta própria. No começo, a dificuldade era não saber ainda tópicos importantes, como não gerir o desgaste físico do corpo, alimentação, ignorar bike fit etc. Após aprender um pouco a respeito disso, as provas foram ficando mais fáceis. No Audax, completei até o 400 km, 600 km parei no meio da prova. Mas já fiz por conta 600 km.

Você participa de eventos e feiras, e seu trabalho já é bem reconhecido no Brasil e também fora. Em que países seus produtos já foram parar?
Já foram para Holanda, Portugal, França, Suécia, Estados Unidos e Espanha!

Quais são as principais linhas de produtos da SRD?
Sempre foi itens para bicicletas, sendo selim + fitas para guidão os mais vendidos sempre. Agora, nessa nova fase que estamos prestes a inaugurar, estamos expandindo para itens em couro para uso cotidiano, como carteiras, cintos, chaveiros, bolsas etc. mas a linha bike continua sendo a mais forte.

Conforto e qualidade são pontos fortes dos produtos. Que materiais você utiliza?
Trabalhamos com selins da linha Velo como base. São os melhores custo x benefício que achei. Tendo esta parte técnica resolvida, o que compõe com essas bases é o couro legítimo do tipo atanado para o forro do selim, fitas, manoplas, bolsas e outros possíveis acessórios. Aí vem a pergunta a respeito do que seria couro atanado, já explico de antemão: é um tipo de couro que tem no seu tratamento produtos de origem vegetal e isso acarreta em uma pele muito mais limpa para o meio ambiente e seu envelhecimento é melhor. Outros couros, chamados de cromo (ou wet blue) são tratados com produtos químicos nocivos, como metais pesados. Além da pele, por mais que seja um couro legítimo, aparente ser algo sintético. Portanto, em nossos produtos, é comum achar pequenas marcas e imperfeições no couro. Isso é característico de um couro mais natural e limpo.

Você desenvolve projetos personalizados com alguns parceiros. Como são essas dobradinhas?
Geralmente são feitos mediante uma compra em quantidade maior, pois permite criar modelos e ferramentarias próprias para essa parceria.

Quais os próximos passos e planos para a SRD?
Agora, no dia 3/11 estamos inaugurando nossa primeira loja física e reinaugurando nosso site. É um momento importante, pois nossos produtos foram muito aprimorados e o portfólio foi expandido. Estamos com grandes expectativas de em um médio prazo, ter outras lojas e quem sabe, uma delas no exterior. É trabalhar pesado para alcançar isso!

Então fiquem ligados, visitem o site da SRD, e conheçam a nova loja. Acompanhem também pelo Facebook e Instagram.

3 Comments

  1. Os produtos são ótimos, mas o atendimento via internet é ruim demais.. Demora para responder quando responde

Comments are closed.