Ungaro: bikes de madeira

Ungaro: bikes de madeira

As primeiras bicicletas datam de um desenvolvimento lá de mil oitocentos e antigamente, desde o “cavalinho de pau”, a invenção do pedal, e por ai vai. Mas foi por volta da década de 1880, que o inventor inglês John Kemp Starley projetou uma bicicleta nos moldes e semelhanças semelhante de como conhecemos e utilizamos hoje: com guidão, rodas de borracha, quadro, pedais e correntes.

Mas de 1880 para cá muitas coisas mudaram. As bicicletas inicialmente eram produzidas com quadros e rodas em madeirar. Da madeira ao ferro, aço, titânio, alumínio, carbono, correntes, roda livre, single, marchas, freios, componentes mecânicos, hidráulicos, eletrônicos, bluetooth… ufa… o mundo não para de girar, as tecnologias continuam a se desenvolver e o nosso próprio uso também é muito amplo: lazer, treino, esporte, competição, recreação, busca por saúde e condicionamento físico, etc. De crianças aprendendo a pedalar até atletas de alta performance, existem milhares de configurações, tipos e combinações de bikes e componentes no mercado.

Como também existe muito espaço para CRIATIVIDADE, para busca de raízes, não só da origem da bicicleta, mas também para origem de desenvolvimento familiar e pessoal. E é justamente nesse meio que Jonas Ungaro, juntou seu conhecimento de uma família de carpinteiros, seu trabalho com projetos e objetos em madeira e na construção civil, sua paixão por bicicletas e foi estudando e produzindo um projeto de uma bicicleta com quadro feito em madeira.

Conversamos com Jonas Ungaro em uma entrevista super legal, falando sobre a sua história, trabalho e desenvolvimento da Ungaro Cycles.

Você vem de uma família de carpinteiros. Conte um pouco de sua história familiar.
Venho de família de carpinteiros sim, iniciei meu trabalho com meu pai na carpintaria civil, daí comecei fazer móveis e fui me aperfeiçoando no oficio até chegar a fazer o quadro de bicicleta de madeira.

Com que idade você começou a aprender e trabalhar com madeira?
Comecei aos 17 anos.

E como foi aproximar esses dois universos, seu ofício com madeira e a paixão por bicicletas?
Sempre pedalei, então acabou acontecendo esse união.

As primeiras bicicletas foram feitas em madeira. Mas ao longo de anos muito se desenvolveu em termos de geometria, materiais e tecnologias. Mas hoje em dia há muito resgate de origens e busca por novos materiais ou novos usos para materiais já conhecidos. Foi difícil resgatar essa memória e ousar trazer novamente a madeira para a construção de bikes?
Já tive contato com produção de bicicletas de outros materiais, como pra mim a matéria prima mais fácil é a madeira, achei justo desenvolver esse projeto.

Quais dificuldades enfrentou durante o desenvolvimento?
Foi um longo caminho para encontrar a melhor cola pra esse fim, algumas partes de alumínio que eu mesmo tive que produzir. E testes e mais teste para chegar num bom produto.

E somente você trabalha no atelier com esse tipo de produção?
Na produção sou apenas eu.

E são projetos e construções totalmente artesanais, feita uma à uma. Você utiliza quais tipos de madeiras?
É artesanal, 70% do processo feito a mão e 30% em CNC, utilizo a madeira Teca que é usada na indústria naval.

As bicicletas que você cria podem tanto ser para uso recreativo quanto para alta performance?
Alta performance não diria, é uma bike boa pra treino, fazer longas distancia etc., pode ser usada como meio transporte e recreação.

Você já apresentou o projeto em eventos nacionais e internacionais. Como tem sido a receptividade dos ciclistas?
Sempre desperta a curiosidade dos ciclistas em exposições ou até mesmo na rua quando veem, ouço todo tipo de comentários.

Quais os desdobramentos e novos projeto podemos esperar pela frente?
Estou sempre evoluindo com o projeto, logo mais teremos novidades, a bike fixa, e posteriormente MTB.

Quem quiser ter uma bike Ungaro como faz para encomendar?
É só fazer a encomenda direto comigo pelo e-mail ungarocycles@gmail.com ou pelo telefone (11) 98660-4004.

Vale sinalizar que um quadro feito todo em madeira, apresenta uma maleabilidade e conforto naturais, que tornam a experiência de pedalar única. Além de ser muito estável e seguro. Relatos de pessoas que testaram e utilizaram é que o conforto é um dos seus destaques. O cuidado que se precisa ter é o mesmo que para qualquer bike: limpeza e manutenção de componentes sempre que necessário. De acordo com zelo de cada pessoa.

Então fiquem ligados, visitem o site Ungaro Cycles, e conheçam a nova loja. Acompanhem também pelo Facebook, Instagram e o Instagram do Jonas Ungaro.