É tetra! Estados Unidos conquistam a Copa do Mundo Feminina de Futebol

É tetra! Estados Unidos conquistam a Copa do Mundo Feminina de Futebol

Seleção norte-americana conquista sua quarta Copa do Mundo Feminina de Futebol.

Neste domingo, a seleção norte-americana conquistou a Copa do Mundo Feminina de Futebol pela quarta vez, a segunda de maneira consecutiva, vencendo a Holanda por 2 a 0 no Parc Olympique Lyonnais, em Lyon. Os gols do jogo foram só saíram no segundo tempo, marcados por Rapinoe, aos 15 minutos e Lavelle, aos 23 minutos. A seleção holandesa, atual campeã europeia, ficou com o vice-campeonato em sua segunda participação em Mundiais.

Estados Unidos 2 x 0 Holanda

A Holanda veio para o jogo com uma defesa muito bem montada e conseguiu segurar bem a equipe americana por todo o primeiro tempo, destaque para atuação da goleira Van Veenendaal. No segundo tempo, as americanas conseguiram abrir o placar aos 15, com Rapinoe, de pênalti, após lance avaliado pelo VAR. Depois do primeiro gol, os Estados Unidos passaram a dominar a partida, ampliando aos 23 com Lavelle e ainda desperdiçaram ao menos três chances claras de gol.

Melhores lances do primeiro tempo

Os Estados Unidos começaram o jogo com o time mais adiantado, e mantendo mais a bola nos pés, mas como a Holanda mantinha uma defesa bem posicionada, as americanas não conseguiram converter nenhum gol no primeiro tempo, apesar de tentar por diversas vezes.

A primeira grande chance americana veio aos 27 minutos, após cobrança ensaiada de escanteio, Ertz ficou com a sobra e a goleira holandesa Van Veenendaal fez sua primeira defesa do jogo.

Depois deste lance, as americanas aumentaram mais ritmo de jogo, passando a assustar cada vez mais o gol de Van Veenendaal, que estava em grande dia e muito disposta a evitar que a Holanda levasse gol. Aos 37 e aos 38, a goleira apareceu em dois lances incríveis: na primeira, usando as pernas para defender uma cabeçada de Mewis, e logo na sequência, voou no canto e jogou um belo chute de Morgan para escanteio.

Aos 40, a Holanda teve sua primeira chance na partida, com Beerensteyn arrancou em num contra-ataque e só foi parada com falta, quando chegava perto da área. Spitse cobrou, mas mandou a bola para longe. Com 48 jogados, a Holanda chegou novamente, com bela jogada de Miedema, mas a defesa norte-americana afastou o perigo.

Segundo tempo e a definição do jogo

O segundo tempo começou da mesma maneira que acabou o primeiro, Estados Unidos atacando bem e Holanda defendendo bem, mas aos 15 minutos, Van der Gragt tentou cortar jogada americana e levantou demais o pé, não achou a bola e atingiu Morgan, que caiu na área pedindo pênalti. A juíza Stephanie Frappart, foi consultar o VAR, avaliou o lance e apontou a penalidade, dando amarelo para a defensora holandesa. Rapinoe bateu no canto direito e a goleira holandesa nem se mexeu, estava aberto o placar da partida.

Estados Unidos 2 x 0 Holanda

Depois de levar o primeiro gol do jogo, a Holanda tentou se lançar ao ataque buscando o empate, mas aos 23 minutos, Lavelle carregou a bola sozinha, invadiu a área chutou forte no canto aumentando a vantagem americana.

Aos 25, Rapinoe deixou Heath na cara do gol, que tentou cortar para o meio, mas se atrapalhou. A bola ainda sobrou para a capitã que tentou completar, mas chutou para longe. No minuto seguinte, Morgan invadiu a área com facilidade, mas adiantou demais a bola e a goleira Van Veenendaal conseguiu tirar o perigo do lance. Aos 30, a goleira holandesa, que espalmou para escanteio a bomba chutada por Dunn.

A seleção Holandesa não teve mais chances no placar, apesar da ótima campanha, foi derrotada em campo e ficou com o vice-campeonato com o apito final. Os Estados Unidos chegam ao seu quarto título em oito edições disputadas da Copa do Mundo Feminina de Futebol, um aproveitamento incrível, mesmo para uma seleção que conta com investimento e apoio desde a sua base.

Estados Unidos 2 x 0 Holanda

O nível geral do futebol feminino está crescendo exponencialmente. Esse [título] foi incrivemente difícil. Os times que enfrentamos foram alguns dos melhores do mundo. Em termos de caminho e nível, foi muito desafiador

Jill Ellis, treinadora norte-americana

Vamos chegar ao próximo passo de como apoiar programas de futebol feminino pelo mundo. Todas as jogadoras nessa Copa do Mundo deram o mais incrível espetáculo que você poderia pedir. É hora de levar a conversa adiante.

Rapinoe, sobre a necessidade de se discutir a igualdade entre futebol feminino e masculino.
Estados Unidos 2 x 0 Holanda

Mais prêmios

O grande de Rapinoe durante a Copa do Mundo Feminina de Futebol rendeu dois prêmios individuais. A jogadora norte-americana foi eleita a melhor jogadora da Copa do Mundo pela Fifa e levou para casa a bola de ouro. Sua companheira Rose Lavelle levou a bola de bronze, enquanto a inglesa Lucy Bronze ficou com a prata. Rapinoe também levou para casa a chuteira de ouro pela artilharia da competição com seis gols em cinco jogos.

Estados Unidos 2 x 0 Holanda


Leia no Sprint News como foram as todas as emoções da Copa do Mundo Feminina de Futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *