5 elementos fundamentais para o seu cérebro funcionar adequadamente

5 elementos fundamentais para o seu cérebro funcionar adequadamente

Cansaço mental? Dificuldade em aprender? Irritabilidade e mudanças de humor ao longo do dia e diante das pequenas coisas que acontecem ao seu redor? Falta de criatividade? O estresse e cansaço mental tem afetado a sua saúde e a sua vontade de realizar atividades físicas?

O seu cérebro pode estar cansado por estar desnutrido. Sem os elementos que nutrem seus cérebros, ele pode começar a te deixar na mão. O cérebro consome 20% da sua energia. Então cuide para nutri-lo adequadamente.

Vitaminas

A deficiência de vitaminas pode causar depressão, ansiedade, transtornos de humor e falta de energia. As vitaminas são necessárias para a formação de neurotransmissores, fornecimento de energia e proteção contra danos.

Vitaminas do complexo B, às vezes chamadas de “vitaminas anti-estresse”, combatem justamente os sintomas do estresse, melhorando o humor. São essenciais também para extração de energia dos alimentos, regulação do metabolismo de neurotransmissores como a serotonina. A serotonina é o principal químico do cerebral responsável por fazer com que uma pessoa se sinta feliz, relaxada e confiante.

A vitamina D ajuda no crescimento celular, e sua ausência pode contribuir para depressão. Tomar sol é importante como fonte de vitamina D.

Aminoácidos

Muitos aminoácidos são responsáveis por regeneração e potencializam os neurotransmissores. Tem importância na cognição, aprendizagem e memória.

Tirosina e triptofano atuam nos neurotransmissores e hormônios fundamentais à coordenação do sistema.

Glicina, taurina, aspartato e glutamato juntos ajudam a manter a produção de neurotransmissores inibitórios e excitatórios dentro dos níveis corretos.

Gorduras

A gordura boa ajuda a preservar a camada de cobertura dos neurônios, como uma proteção e melhora as sinapses, ou seja as ligações neurais. Cerca de 60% do cérebro é composto de DHA (ácido docosahexanóico), um tipo de gordura ômega-3, que junto com o EPA (ácido eicosapentaenoico) e o ALA (ácido alfa-linolênico) ajudam no bom funcionamento do cérebro, humor, regulação do metabolismo e prevenção de doenças e inflamações no organismo.

Minerais

Também ajudam na produção de neurotransmissores e na interação com os receptores do sistema nervoso. Os estímulos são fundamentais e essenciais para o raciocínio, memória e concentração.

O selênio ajuda a regular a função antioxidante e é ótimo para o sistema imunológico, atua contra inflamações e melhora as funções cognitivas.

O zinco ajuda a reduzir o estresse oxidativo, promove a síntese da dopamina e da serotonina, potencializa a ação antidepressiva.

O ferro deve ser muito bem dosado, faz parte da produção de hemoglobina, que transporta o oxigênio para as células.

O magnésio ajuda a controlar o nível de neurotransmissores.

O cálcio é um indicador ajudando na comunicação entre as células cerebrais.

O cromo atua nos receptores de serotonina e no aproveitamento da glicose pelo cérebro.

Oxigênio

Não só esses nutrientes, mas a respiração pulmonar precisa ser efetiva para promover a oxigenação do cérebro. Cerca de 5 minutos sem oxigênio, as células começam a morrer, causando danos irreversíveis.

Incluir alimentos ricos nesses elementos, como parte de uma dieta saudável, podem contribuir muito para o bom funcionamento do cérebro, especialmente combinando com a prática de atividades físicas diárias.

Além de todos esses elementos, você precisa beber bastante água. O corpo precisa de água, o cérebro também. O cérebro precisa de mais água que qualquer outra parte do corpo, para conduzir as informações entre os neurônios. Os neurotransmissores dependem de água.

E ai, que tal adotar boas práticas de alimentação, atividades físicas e vida saudáveis?

Composição com imagens: by upklyak / Freepik, by pikisuperstar / Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *