Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 são oficialmente adiados para 2021

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 são oficialmente adiados para 2021

Os Jogos Olímpicos de Tóquio estão adiados para 2021. O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, confirmou que realizou um pedido ao Comitê Olímpico Internacional para a suspensão do evento e que Thomas Bach, presidente do COI, aceitou.

Ainda não se tem uma definição da data exata para o início dos Jogos Olímpicos em 2021, a tendência é que as datas sigam bem próximas às do calendário marcado para este ano. A abertura dos jogos de 2020 estava prevista para o dia 24 de julho.

O Comitê Olímpico Internacional estava sendo pressionado por muitos comitês nacionais e esportistas, em função da pandemia do coronavírus, decretada pela Organização Mundial de Saúde. O evento envolveria 206 comitês olímpicos locais, com mais de 11 mil atletas participando das competições e outros milhares de pessoas envolvidas diretamente entre delegações, voluntários e público do mundo todo que se deslocaria até o Japão para acompanhar os Jogos Olímpicos.

Classificatórias suspensas

Várias modalidades esportivas já vinham congelando as classificações de atletas para os jogos.

Até o começo de março, pouco mais de metade das vagas para os Jogos Olímpicos já haviam sido definidas.

O calendário e as normas para cada modalidade esportiva são diferentes e conciliar isso é mais uma das árduas tarefas que a organização dos Jogos Olímpicos vão ter que enfrentar.

Foi uma boa decisão. Os atletas precisam treinar para dar o máximo numa competição como a Olimpíada. Estamos proibidos de sair de casa por causa do vírus. A Olimpíada tem um significado especial, de união das nações, mas isso não seria possível. Vamos batalhar, rever nossos planos para 2021. O sonho continua

Darlan Romani, recordista sul-americano de arremesso de peso.

Dificuldades financeiras

O adiamento dos Jogos Olímpicos terá um forte impacto sobre a saúde financeira do COI e das federações internacionais. O COI está precavido do risco de cancelamento ou adiamento e dispõe de mais de 1.5 bilhão de dólares em reservas e seguros, mas as federações, principalmente as menores, podem sofrer mais com a espera.

O COI redistribui para as federações 90% de sua receita, que nos Jogos do Rio-2016 foi de 5.7 bilhões de dólares. O primeiro pagamento a cada federação seria realizado em setembro, com algumas já enfrentando problemas financeiros.

A marca Tóquio 2020

O Comitê Olímpico Internacional ressalta que o nome dos jogos serão mantidos como Tóquio 2020 e nenhuma das marcas já lançadas será modificada com a mudança de datas.

O revezamento da tocha olímpica também foi temporariamente paralizado. A chama olímpica já havia chegado ao Japão.

Primeiro adiamento da história

Essa é a primeira vez na história dos Jogos Olímpicos que o evento é adiado. Em outras ocasiões, por causa das duas Guerras Mundiais, a competição foi cancelada: 1916, 1940 e 1944. Em 1940, inclusive, os Jogos estavam marcados para Tóquio.

Cobertura do SprintNews

O SprintNews seguirá acompanhando e trazendo mais notícias sobre os Jogos Olímpicos na medida que elas forem sendo divulgadas.

Mesmo sem a confirmação de datas para as competições, seguiremos nossa série de matérias sobre as modalidades esportivas que estarão em disputa no Japão.

Você vai poder acompanhar todas as matérias que publicarmos, através deste link e das nossas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *