Henrique Avancini assume a liderança do ranking mundial de MTB

Henrique Avancini assume a liderança do ranking mundial de MTB

Henrique Avancini passa a ocupar o topo do ranking mundial de MTB XCO da União Ciclística Internacional (UCI). Em atualização divulgada pela entidade no dia 13 de outubro, Avancini que estava em 2º lugar, agora sobe 1 posto, alcançando o topo do ranking pela primeira vez na carreira. A conquista inédita para o esporte brasileiro, vem depois das vitórias no XCC short-track e no XCO da segunda rodada Copa do Mundo de MTB em Nove Mesto na Morave, República Tcheca, além do 10º lugar no Mundial de Mountain Bike em Leogang, Áustria, somadas ao desempenho geral do atleta brasileiro nas provas realizadas durante o ano.

O suíço Nino Schurter vinha liderando o ranking mundial a alguns anos. Depois dos últimos resultados da Copa do Mundo de MTB de e do Mundial de Mountain Bike, Avancini somou 1945 pontos, contra 1799 do suíço. O 3º colocado no ranking é o holandês Milan Varder, com 1281 pontos.

Hoje realizo uma das metas da minha carreira: ser número 1 do ranking mundial. Durante anos me perguntei se realmente buscar alguma coisa com tanto afinco valeria a pena. Se insistir em não querer ser “só mais um” me levaria a algum lugar. Quis chegar ao topo, do meu jeito, acreditando nos meus princípios. Não importa onde, qual ou quando for a corrida, eu vou largar pra brigar pela vitória. Essa postura, hoje, recebe sua recompensa máxima: o topo do ranking UCI.

Henrique Avancini
Henrique Avancini
enrique Avancini

Com o cancelamento da ultramatarona Cape Epic e o fato de os pontos UCI da edição 2019 terem expirado, Nino Schurter perdeu uma soma significativa de pontos. Avancini, que costuma competir mais durante a temporada do que o suíço, contou com os pontos da ultramaratona Brasil Ride 2019 e, sobretudo, da Copa Internacional de MTB (CIMTB), que nesta temporada foi SHC, mesmo nível da Cape Epic.

A maior subida no Top 10 do ranking foi do francês Luca Braidot, que foi o 4º colocado no Mundial e subiu oito posições no ranking, chegando ao 9º lugar.

No ranking das nações, o Brasil ocupa o 4º lugar, atrás da Suíça, França e Itália.

O ranking UCI somava todos os pontos obtidos nas corridas homologadas pela UCI durante o ano anterior à publicação do ranking. Ou seja, o ranking UCI publicado no dia 13 de outubro somaria todos os pontos obtidos de 13 de outubro de 2019 até agora. Mas, com a pandemia e a paralisação das corridas, a UCI alterou o cálculo do ranking buscando manter posições mais ou menos estáveis ​,​apesar da falta de competições. Agora, são somados os pontos das 67 semanas anteriores à publicação do ranking.

Top 10 do ranking UCI

Veja aqui o ranking completo da UCI.

Veja aqui todas as matérias do SprintNews sobre MTB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *